Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

04 setembro 2009

The font war


Novas ideias. A empresa sueca de mobiliário e decoração Ikea trocou a versão própria da Futura pela Verdana, no catálogo ‘Ikea 2010’, e as reacções na Internet não se fizeram esperar. Em causa a mudança do tipo de letra, que suscitou um coro de protestos a nível mundial.

Em entrevista a uma revista sueca de design, o Ikea já explicou que a ideia foi passar a usar uma letra universal, fácil de ler e passível de ser usada tanto na Internet como em papel. Além disso, é disponibilizada gratuitamente pela Microsoft. "É mais eficiente e em conta", admite o porta-voz da empresa.

Mas a mudança não podia ter caído pior. "Ikea, parem com a loucura da Verdana", "Não há palavras para descrever a minha repugnância", "É um dia triste", são apenas alguns dos exemplos do que se escreve no Twitter e nos blogs a propósito. Uma petição já foi posta a circular online.

Um dos argumentos dos que estão contra a troca prende-se com o facto de o sucesso da Verdana se dever às limitações da Internet, o que a torna obsoleta para o papel.

Outros dizem sentir-se enganados com o fim de um dos traços que marcava a imagem da Ikea, que conta já com 60 anos de existência. Mas a principal queixa dos é a de que a nova letra é... feia.


Petição ‘Ikea, please get rid of Verdana!’
Ver
'Ikea 2010' e 'Time Magazine'.

Sem comentários: