Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

22 dezembro 2009

iSlate


Tablet. Os rumores sobre um 'tablet' da Apple são antigos. Mas, com Janeiro a aproximar-se, mês em que a empresa costuma anunciar novidades, a hipótese de um novo aparelho da marca fez a cotação da empresa de Steve Jobs disparar para um máximo histórico.

Antes da paragem da bolsa de valores norte-americana para a celebração do Natal, as acções da Apple fecharam no máximo desde que a empresa passou a ser cotada em bolsa, no início da década de 1980.

A impulsionar as acções está o avolumar de rumores sobre um novo dispositivo da empresa, o 'iSlate'. A confirmar-se, este 'tablet' será uma plataforma que funcionará como leitor de jornais, revistas, banda desenhada, livros electrónicos, filmes, videojogos e programas de televisão.

A Apple já reservou um espaço em São Francisco para Janeiro. Caso continue a tradição de anúncios da empresa no início do ano, o evento deverá servir para a apresentação de um novo produto.

O Apple 'iSlate' terá um ecrã táctil de 10,6 polegadas e funcionará com o sistema operativo ‘iPhone OS’. O aparelho terá conexão a ligações Wi-Fi, através de rede 3G, e capacidades de processamento e memória equivalentes aos de um netbook, pelo preço de 800 dólares.

A Apple já terá feito propostas a editoras para poder distribuir conteúdos digitalmente oferecendo uma participação de 70 por cento nas receitas.

Um novo modelo de negócio para a imprensa parece estar em perspectiva, o que poderá inverter a espiral de decadência para os meios impressos.

Sem comentários: