Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

26 janeiro 2010

Uma história pouco ortodoxa


O Combate Ilustrado. Duas décadas de ilustração portuguesa, publicadas no jornal político ‘Combate’, são agora passadas em revista num livro lançado pela Edições Combate.

A obra ‘O Combate Ilustrado - De 1986 a 2007’ reúne cerca de 200 ilustrações de 40 artistas portugueses que colaboraram ao longo de duas décadas no jornal da APSR.

A escolha das ilustrações ficou a cargo do designer Jorge Silva, director de arte do ‘Combate’, e o resultado final é um documento sobre duas épocas e duas gerações de artistas que trabalharam a ilustração.

Entre os artistas seleccionados contam-se nomes ligados sobretudo às artes plásticas e banda desenhada, autores que não se dedicaram apenas a um disciplina, como Pedro Burgos, José Feitor, Cristina Sampaio, Alice Geirinhas, André Ruivo, Fonte Santa, Pedro Zamith, Vasco e Richard Câmara.

O livro pretende também ser um testemunho da evolução da ilustração em Portugal, desde a produção manual, com aguarelas, acrílicos, até ao predomínio do digital.

Nestas duas décadas, a ilustração em Portugal sofisticou-se bastante, mas hoje não tem a mesma margem de publicação que tinha em finais de 1980, princípio de 1990.

O ‘Combate’ deu um contributo interessante, com ilustrações densas, ‘harcore’, com artistas que tinham o punk e fanzines como referência.

Depois desta época muito fecunda seguiu-se um declínio, sobretudo ao longo da última década, por causa da crise que afecta a imprensa escrita.

Muitos dos autores que integram ‘O Combate Ilustrado’ dão aulas, são designers, fazem cinema de animação, banda desenhada ou dedicam-se às artes plásticas.


Ver 'Combate Info'.

Sem comentários: