Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

14 novembro 2010

Segunda Jornada


O '7º Congresso Anual do Desenho Jornalístico Espanha-Portugal 2010' encerrou a 12 de Novembro, depois de dois dias de trabalhos. Na segunda jornada, Alfredo Triviño, co-autor do redesenho do diário espanhol ‘ABC’, começou por alertar que “exportar um diário tal como é para um tablet é uma solução temporal que tem poucas possibilidades de funcionar”. Quem tem revolucionado o modo de contar histórias é o diário francês ‘Libération’, particularmente nos seus especiais. Alain Blaise, director de arte, e Anne Mattler, desenhadora, revelaram em Valência que o ‘Libération’ tem à sua disposição uma equipa de 20 ilustradores e infografistas esperando uma chamada para que criem trabalhos sobre uma notícia do dia.

De seguida Paadín, do estúdio Lamosca, que assegurou uma coluna infográfica no diário espanhol ‘La Vanguardia’, afirmou “acreditar no equilíbrio entre a infografia pura e dura e a estética, embora conseguir esse equilíbrio seja uma luta constante”. Paadín demonstrou através de infografias criadas para iPad que “as coisas que funcionam em papel também funcionam no interactivo”, provou.
Por sua vez, Walter Mariotti e Francesco Franchi, da revista ‘IL’ do diário italiano ‘Il Sole 24 Ore’, afirmaram que “forma e o conteúdo têm que trabalhar em conjunto para se obter uma ideia atractiva e funcional”, insistindo na necessidade de “combinar o artístico e o útil para se conseguir um equilibrio no contar de uma historia”, garantindo que a chave do êxito é o desenho e a paixão.

Finalmente, destaque também para a comunicação do desenhadar gráfico Nicholas Felton que divulgou a sua teoria sobre as histórias visuais. “Tudo se pode reduzir a números e tudo tem uma história. A chave é combinar ambas para comunicar” e assim oferecer informação, curiosidades e entretenimento aos leitores.

Pedro Fernandes e Carlos Monteiro, do diário português ‘i’, recebem prémios de infografia.

Sem comentários: