Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

12 maio 2011

Gráficos de Campanha


Este é o momento de manipulação. Os debates políticos na televisão também se fazem com truques visuais. No recente frente-a-frente entre Paulo Portas e José Sócrates no programa ‘Legislativas 2011’ na TVI, o líder popular mostrou um gráfico com o aumento da dívida pública portuguesa em comparação com a dos restantes países europeus, com Portugal a surgir como o país onde o agravamento tinha sido mais acentuado.

No gráfico de Paulo Portas, em que se analisava a evolução de 2005 a 2010, faltavam vários países europeus como constam no gráfico do Eurostat copiado e alterado. Apesar de não ser a primeira vez que se manipulam gráficos em debates televisivos, o problema é os factos visualmente apresentados não serem escrutinados pelos media.

Desta vez, a edição online do ‘Jornal de Negócios’, da Cofina Media, fez a prova aos gráficos mostrados no frente-a-frente televisivo e concluiu que Portugal não foi o país da União Europeia, nem da Zona Euro, onde a dívida mais cresceu. Claramente pior do que Portugal fizeram a Irlanda, Grécia e Reino Unido como demonstra a infografia de Nuno Teixeira no ‘Negócios Online’.



Sem comentários: