Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

16 maio 2011

Manifesto pelo jornalismo visual


Editors, artists chafe at the errors and hype in bin Laden death story graphics. Alguns dos gráficos publicados sobre Osama Bin Laden, líder da organização terrorista islâmica Al-Qaeda, merecem nota alta para a criatividade, mas uma nota negativa para o rigor. Os espanhóis Juan Antonio Giner e Alberto Cairo lançaram a declaração ‘Editors, Artists Chafe at the Errors and Hype in bin Laden Death Story Graphics’ a exigir padrões mais elevados para as infografias e a garantia do cumprimento das regras éticas e deontológicas do jornalismo.

O manifesto de Juan Antonio Giner (presidente da Innovation Media Consulting e fundador da SNDE Capítulo Español de la Society for News Design) e Alberto Cairo (director de infografia e multimédia da newsmagazine brasileira ‘Época’) já foi subscrito por seis dezenas de especialistas em infografia e jornalismo visual de 22 países. A declaração foi publicada no site ‘Nieman Watchdog’ da norte-americana The Nieman Foundation for Journalism at Harvard University.

Entre os portugueses que já aderiram à declaração estão Vasco Ferreira (director de arte da Impresa), Ricardo Santos (editor de infografia do jornal ‘i’), Ivan Kemp (editor de infografia da ‘Sábado), Pedro Monteiro (coordenador de arte digital da Impresa Publishing) e Henrique Monteiro (director editorial da Impresa Publishing).


Sem comentários: