Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

30 maio 2012

Data Art vs. Data Visualization


Why Does a Distinction Matter? Duas abordagens na distinção entre a visualização de dados e a representação artística de dados coexistem e raramente convergem. Ambas as perspectivas diferem no modo de encarar a finalidade e o design. A ‘data visualization’ procurará conduzir ao entendimento ao invés da ‘data art’ que visará o entretenimento.

O norte-americano Stephen Few defende que quer a visualização quer a representação artística de dados se justificam em função do público-alvo, se a tarefa é fazer compreender ou oferecer uma experiência estética. No artigo ‘Data Art vs. Data Visualization: Why Does a Distinction Matter?’, o editor do blogue ‘Perceptual Edge - Visual Business Intelligence’ reflecte sobre a diferenciação e defende que a visualização de dados não seja prejudicada por frivolidades.

Stephen Few é o fundador da Perceptual Edge, professor na University of Califórnia e autor dos livros ‘Show Me the Numbers’, ‘Information Dashboard Design’ e ‘Now You See It’. Fundada em 2003, a consultora Perceptual Edge é especializada em infografia e visualização de dados empresariais e edita trimestralmente a publicação ‘Visual Business Intelligence Newsletter’.


Ver ‘Perceptual Edge Visual Business Intelligence - Data Art vs. Data Visualization: Why Does a Distinction Matter?’.

1 comentário:

Anónimo disse...

Guess what happens, your site content are usually
a good go through although these times I find myself want it is put jointly slightly hasty.
I might often be completely wrong that but it simply just doesn’t pass such as different
discussions. I am sorry that.
My blog post Background Investigation