Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

30 julho 2012

Infogasm


The narrative eros of the infographic. Um sentimento de fugaz erotismo ocorre quando uma infografia esclarece na perfeição fenómenos complexos através do arranjo cuidadoso do conjunto dos seus dados visuais. O prazer experimentado é instantâneo, avassalador e transitório, deixando uma sensação de esgotamento. Quem o revela é o norte-americano Reif Larsen no artigo ‘This Chart Is a Lonely Hunter’ publicado na revista literária online ‘The Millions’.

O escritor Reif Larsen, autor do livro ‘The Selected Works of T.S. Spivet’ (2009 Penguin Press), alerta que apesar do prazer proporcionado pelo ‘infogasm’, deve haver cautela com o design de informação. As infografias são fáceis de criar, mas também podem manipular dados, uma consequência da síntese reducionista e simplificadora que representam e de intenções ocultas que distorçam intencionalmente os dados.

Reif Larsen conclui que a infografia exerce um fascínio perigoso e é emblemática dos tempos que se vivem. A visualização de informação ajuda a processar a complexidade e a difundir conhecimento e notícias, o que transforma os infografistas nos novos fazedores de opinião e estimuladores de sensações.


Ver ‘The Millions - This Chart Is a Lonely Hunter’ e ‘Reif Larsen - Mechanism’.

Sem comentários: