Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

10 fevereiro 2013

A Pie in the Face for Information Visualization Research


The bar must be raised. Os gráficos de sectores (pizza) não conseguem superar a eficácia dos gráficos de barra. Na opinião de Stephen Few, fundador da consultora de infografia e visualização de dados empresariais Perceptual Edge, a descodificação do valor representado por uma categoria do gráfico de sectores obriga a uma estimativa da percentagem da circunferência que pertence a categoria, o que é difícil.

No artigo ‘A Pie in the Face for Information Visualization Research’, o autor dos livros ‘Information Dashboard Design’ (2006 O'Reilly Media) e ‘Now You See It’ (2009 Analytics Press), explica que descodificar o valor representado por uma barra envolve a simples comparação da extremidade da barra para o valor mais próximo ao longo da escala. Quando um gráfico de barras é projectado correctamente, pode-se realizar esta tarefa de forma rápida, fácil e precisa.

Por esta razão, Stephen Few, tal como Edward Tufte, Cleveland William e Naomi Robbins, desvalorizam os gráficos de ‘pizza’, por raramente serem úteis para a exibição de informações quantitativas. Ainda que graficamente sejam atractivos, não se pode esperar dos gráficos de sectores aquilo que eles não podem oferecer.


Ver ‘Perceptual Edge - A Pie in the Face for Information Visualization Research’.

Sem comentários: