Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

02 abril 2013

The Psychology of Percentages


If the world were 100 people. Estamos todos familiarizados com percentagens, um modo de expressar uma proporção ou uma relação entre dois valores a partir de uma fracção cujo denominador é 100. O uso mais comum das percentagens é para indicar uma parte de um todo. Drew Skau acaba de publicar o artigo ‘The Psychology of Percentages’ no blogue da plataforma Visual.ly, onde desempenha a função de visualization architect.

Apesar das suas vantagens, as percentagens adicionam uma camada de abstracção que pode despersonalizar os dados, alerta Drew Skau, formado em Computer Science Visualization pela universidade UNC Charlotte. Uma técnica para dar escala humana e empatia a percentagens é a criação de cenários hipotéticos, do género ‘se o mundo tivesse 100 pessoas’.

Drew Skau defende que o uso da técnica pode ser ainda mais eficaz quando a fracção é tão pequena que a leva a perder eficácia. Um por cento é pouco significativo, mas quando é formulado como uma pessoa torna-se mais poderoso. É uma boa maneira de dar emoção às estatísticas, embora deva ser usada com cautela de forma a evitar o uso excessivo.


Ver ‘Visual.ly Blog - The Psychology of Percentages’.

Sem comentários: