Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

02 julho 2013

La batalla de la inmediatez no es la del periodismo


Erreadas. A infografia revolucionou jornais em todo o mundo e abriu-os a outros formatos narrativos que provaram ser atraentes para leitores de todas as plataformas. Mas, como é costume, a infografia caiu na complacência e, após anos de grandes avanços, estagnou. Esta é a opinião do espanhol Javier Errea, professor de Edición y Proyectos na Universidad de Navarra e coordenador dos SNDE Malofiej - Premios Internacionales de Infografía, em entrevista ao diário venezuelano ‘Últimas Noticias’.

O fundador da agência Errea Comunicación continua a pensar que a infografia é imprescindível aos jornais diários, ainda que estes considerem qualquer gráfico ou diagrama como infografia. Javier Errea constata que se vive o tempo da visualização de dados, que regista um enorme crescimento no jornalismo, o que contribui para tornar inteligível o imenso volume de informação actualmente disponível.

Javier Errea, que tem no seu currículo a criação do layout dos jornais ‘Expresso’e ‘i’, conclui que a infografia e visualização de dados evoluirão até alcançar a relevância e maturidade. A representação gráfica da informação não deve ser confundida com gráficos rapidamente desenhados para ocupar espaço nas páginas e feitos em redacções integradas, o que não contribui para um melhor jornalismo.


Ver ‘Últimas Noticias - Javier Errea’ e ‘Erreacom’

Sem comentários: