Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

18 dezembro 2013

Scrollytelling


O auge do jornalismo multimédia. Tendência que marca o ano de 2013, o ‘scrollytelling’ é uma flexível forma de apresentação de conteúdos jornalísticos online que quebra os habituais layouts rígidos. A técnica e formato reúnem textos jornalísticos, fotos, ilustrações, infografia, vídeos e ligações, caracterizando-se pela longa e elegante narrativa multimédia para todos os tamanhos de ecrã. A análise é feita pelo jornalista Moritz Stuckler para a revista alemã de tecnologia ‘t3n’.

O ‘scrollytelling’ rompe com o design de conteúdos multimédia e é frequentemente apresentado de forma independente e distinta nos sites das publicações. O online oferece assim novas oportunidades de layout e de efeitos técnicos, que devem sempre estar relacionados com os conteúdos. Uma forma criativa de apelar à leitura e visualização, quebrando regras e convenções e escolhendo diferentes fontes e estilos de modo a valorizar o texto, que deve ser de qualidade, com matéria exclusiva ou conteúdo emocional.

Os trabalhos ‘scrollytelling’ de referência, muitos deles criados com grandes equipas, orçamentos e prazos, outros recorrendo a meios simples e rápidos de implementar para criar efeitos intensos, tendem a apresentar textos longos, ainda que resulte para peças curtas. A periodicidade semanal parece ser a mais indicada para apresentação destas peças nos sites das publicações jornalísticas. O auge do jornalismo multimédia, tal como o define Moritz Stuckler. Em Portugal, o 'Público Multimedia' e a 'Renascença V+' têm-se destacado neste formulário de narrativa.


Ver ‘t3n - Scrollytelling: Die Königsdisziplin des Multimedia-Journalismus’, 'Público Multimédia' e 'Renascença V+'

Sem comentários: