Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

16 janeiro 2014

The State of Infographics in 2014


Amy Balliett. A infografia não está esgotada, nem corre perigo de se extinguir. A visualização de informação veio para ficar, mas terá que cumprir um novo conjunto de normas. Amy Balliett, co-fundadora da agência norte-americana de infografia Killer Infographics, dá a entender o estado da infografia em 2014, em artigo para o blogue da agência de marketing Search Engine People.

Três tendências vão marcar a infografia em 2014, aponta Amy Balliett. A qualidade terá que prevalecer sobre a quantidade. Os padrões de design e narrativa serão elevados para poderem contar histórias convincentes. Marcas e meios vão ter que contratar designers de informação e jornalistas visuais para que as suas infografias não sejam ignoradas por falta de qualidade.

Outra tendência será a passagem da infografia para o off-line, em suportes reais, para além dos jornais e revistas. A representação visual da informação será impressa em folhetos, t-shirts, livros, relatórios e manuais escolares. Finalmente, Amy Balliett antecipa que a infografia animada e sonorizada se imporá por ser mais acessível e explicativa. Garantido está que a popularidade da infografia continuará em crescendo, por ser já uma necessidade de comunicação diária.


Ver ‘Search Engine People - The State of Infographics in 2014’ e ‘Killer Infographics - Data Design’

Sem comentários: