Infografia. Ilustração. Desenho Editorial. Banda Desenhada

Páginas

08 maio 2014

A Cultura na Primeira Página


Fotografar ou Ilustrar? A ilustração de assuntos culturais diminuiu a sua presença em primeira página nos jornais portugueses na primeira década do século. Se em 2000 representava 6%, em 2010 passou a estar abaixo dos 5%. Razões simbólicas e económicas podem explicar a diminuição de importância da ilustração e o aumento da comunicação visual fotográfica, revela o estudo ‘A Cultura na Primeira Página’. 

Coordenado por Carla Baptista, no FCSH Centro de Investigação Media e Jornalismo, o estudo ‘A Cultura na Primeira Página’ mostra que a fotografia contínua associada aos valores jornalísticos de prova e objectividade. Enquanto a ilustração permite um trabalho autoral, imediatamente interpretativo e com forte apelo estético e diferenciador. A fotografia é também mais imediata do que a produção de uma ilustração, que tem custos superiores.

A ilustração de assuntos culturais na primeira página é pouco expressiva mas, quando aparece, é nos jornais de referência ‘Público’ e ‘Diário de Notícias’, um factor distintivo destas publicações. A ilustração parece associar-se bem a jornais dirigidos a públicos mais letrados. Ao contrário da expectativa, a ilustração de assuntos de cultura tem uma presença muito reduzida no jornal ‘Expresso’, mesmo nos suplementos e páginas interiores.


Ver ‘CIMJ - A Cultura na Primeira Página’

Sem comentários: